Início Política

As últimas notícias sobre o coronavírus e a crise política no Brasil | Atualidade

0

Mais informações

Em um momento em que o coronavírus infectou mais 26,6 milhões de pessoas em todo o mundo, superando a marca de 875 mil mortos, Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, pede aos países que unam forças para combater o “nacionalismo da vacina”, que pode retardar a resposta à pandemia. Até o momento 170 países aderiram ao plano global de distribuição de vacinas, com exceção daqueles que, como os EUA, garantiram seu próprio estoque por meio de acordos bilaterais. O Brasil ultrapassa 4 milhões de casos e já supera 126.000 mortos. No Rio de Janeiro, mais de 10.000 pessoas que vivem nas favelas foram infectadas pela covid-19. Enquanto isso, a Itália descarta novo confinamento do país em meio a surto de covid-19, enquanto enfrenta protestos de “negacionistas”, e a Espanha passada de meio milhão de casos confirmados.

Veja os destaques da cobertura neste sábado:

  • Itália descarta novo confinamento do país em meio a surto de covid-19, enquanto enfrenta protestos de “negacionistas”.
  • “Nacionalismo da vacina” vai prolongar pandemia, diz diretor-geral da OMS.
  • Japão diz que arcará com custo de vacinas contra coronavírus para a população.
  • Covid-19 já infectou 10,1 mil pessoas nas favelas do Rio.
  • Mundo ultrapassa de 26,6 milhões de infectados.
  • Brasil soma, desde o início da pandemia, 126.203 óbitos e 4.123.000 infecções.

Acompanhe a cobertura ao vivo, em tempo real:

Fonte