Início Destaque

Com cadeiras sobrando, UFMS abre seleção para cursos com até 79 vagas

0

A UFMS abriu nesta terça-feira (17) inscrições no processo seletivo para transferência externa, refugiados e portador de diploma para ingresso no 1° semestre de 2020 visando o preenchimento das vagas ociosas nos cursos superiores de graduação da Universidade. Ao todo, são 406 vagas ofertadas distribuídas nas áreas de linguística, letras e artes; ciências sociais; ciências humanas; ciências agrárias; ciências da saúde; engenharias; ciências biológicas e ciências exatas. Entre os cursos, tem opção com até 79 vagas disponíveis.

O prazo para que interessados participem da seleção é até 6 de janeiro de 2020. A previsão de divulgação dos candidatos aprovados está prevista para 30 de janeiro. As inscrições serão realizadas apenas pela internet. As vagas são destinadas apenas para a modalidade de curso presencial.

As vagas serão ofertadas primeiramente à transferência de outras instituições, destinadas para estudantes cujo curso de origem tenha o mesmo nome do curso de destino (cursos homônimos) ou de modalidades diferentes (bacharelado ou licenciatura). Também podem participar estudantes que queiram mudar de um curso de origem para outro curso na UFMS, desde que sejam na mesma área de conhecimento.

Caso ainda haja vagas a serem ofertadas, a ocupação será realizada entre os candidatos inscritos no tipo de ingresso de estrangeiros portadores de visto refugiado, visto humanitário ou visto de reunião familiar. Em seguida, se sobrar vaga, elas serão abertas a portadores de diploma de graduação, para qualquer curso que haja vaga.

Cursos ofertados

Na área de conhecimento de ciências exatas e da terra há um quantitativo de 137 vagas. Em Três Lagoas, Paranaíba e Ponta Porã o curso ofertado é de matemática, totalizando 47 vagas. Em Coxim e Ponta Porã o curso ofertado é de sistemas de informação somando 90.

Em Nova Andradina há 37 vagas para engenharia de produção. Três Lagoas oferta também uma vaga para enfermagem. Em Chapadão do Sul são 70 vagas disponíveis para o curso de engenharia florestal.

O campus de Naviraí há 79 vagas abertas para ciências sociais e 3 em Campo Grande. Geografia há 5 oportunidades em Corumbá e uma em Três Lagoas. Para o curso de educação no campo são 8 vagas destinada à capital e no curso de história tem 21 vagas em Nova Andradina e mais 8 em Corumbá.

Na área de ciências sociais aplicadas, Chapadão do Sul oferece 9 vagas em administração e Naviraí 7. Ciências contábeis está disponível no campus de Nova Andradina com 8 vagas.

Já na área de linguística, letras e artes são 14 oportunidades de ingressar, sendo 2 para artes visuais em Campo Grande. Letras português será ofertada em Coxim e há 6 vagas. Letras Português/Espanhol são 5 vagas em Três Lagoas e Letras Português/Literatura é apenas uma vaga também em Três Lagoas.

No total são 406 vagas em diversos cursos que estão disponíveis para consulta no edital.

Lucas Hideki Miyanoto, de 19 anos, é acadêmico de educação física na UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) e em 2020 pretende mudar de instituição de ensino devido a distância. Além disso, a oportunidade de ingressar na faculdade pública também ajuda a economizar o valor que investe na mensalidade do curso.

 

Vagas sobrando

Em diversos cursos, como observado acima, há uma grande quantidade de vagas como em Naviraí que está ofertando 79 vagas em ciências sociais e Chapadão do Sul com 70 oportunidades para engenharia florestal. Diante desses altos números, o Jornal Midiamax entrou em contato com a assessoria de imprensa da UFMS para entender os principais motivos de tantas vagas disponíveis.