Início Esporte

Com Jorginho, Coritiba ganhou mais da metade dos pontos em pênaltis

0

Essa é sua matéria grátis do dia. Assine agora e tenha acesso ilimitado.R$ 0,99 no 1º mês

Desde que voltou ao Coritiba, o técnico Jorginho conquistou duas vitórias, dois empates e duas derrotas, somando oito pontos. No entanto, cinco deles vieram graças a pênaltis assinalados nos minutos finais das partidas.

Nas vitórias por 1 a 0 sobre Sport e Vasco, ambas no Couto Pereira, e no empate por 3 a 3 com o Goiás, fora de casa, os resultados foram definidos com a bola na marca da cal. Se não fossem as penalidades, ao invés de conquistar sete pontos nestes duelos, o Alviverde sairia de campo com apenas dois.

Diante dos pernambucanos, o pênalti cometido pelo goleiro Mailson aconteceu já nos acréscimos, com Sabino marcando aos 49 da etapa final. Na sequência, diante dos goianos, novamente no apagar das luzes o zagueiro converteu a penalidade, aos 50.

Por fim, no duelo com o Vasco, o pênalti aconteceu um pouco antes, aos 39. Porém, o gol só foi convertido aos 44, por Robson, após o VAR interferir duas vezes, primeiro confirmando a penalidade, e depois mandando voltar a cobrança, que Sabino tinha perdido, quando Fernando Miguel se adiantou.

Coritiba vice-líder dos pênaltis

Até aqui, o Coritiba é o segundo time que mais teve pênaltis marcados a seu favor no Brasileirão, com quatro cobranças, todas convertidas. Além das três, na vitória por 2 a 1 sobre o Red Bull Bragantino, o Coxa também teve uma bola na marca da cal. Curiosamente, o gol, de Sabino, também foi nos acréscimos, mas do primeiro tempo, quando o time paulista vencia por 1×0.

Apenas o Sport marcou mais gols de pênaltis neste campeonato. Foram cinco em 12 cobranças, média de 0,42 por partida, contra 0,36 do Alviverde e 0,27 de Fluminense e Internacional.

Fonte