Início Destaque

Feminicídio:20 anos de prisão em regime fechado é a nova proposta; Qual a sua opinião?

0

A Coleta de assinaturas para aumento de prisão para pratica de feminicídio em Três Lagoas já começou.

O município também está mobilizado quanto ao Projeto de Lei 1568/2019, de autoria da deputada federal, Rose Modesto (PSDB) que prevê alteração no Código Penal e a Lei de Crimes Hediondos, e determina que o autor cumpra pena de no mínimo 20 anos em regime fechado, que deverá ser cumprida integralmente pelo condenado, sem possibilidade de progressão de regime.

Hoje, o criminoso tem direito ao regime semiaberto quando cumpre 2/5 da pena.

No município, a vereadora Isabel Cristina Ferreira (Solidariedade) foi convidada por Rose Modesto para coordenar a coleta de assinaturas.  A vereadora Cristina, informou que o trabalho já teve início, em Três Lagoas, no último sábado (06) e  que até o momento, mais 600 assinaturas já foram colhidas.

Ela revela, que além do trabalho realizado pelo seu gabinete, que diversas autoridades e pessoas da comunidade, estão solicitando cópias do abaixo – assinados para que colegas de trabalho, familiares e amigos também possam  colaborar com a iniciativa.

“Eu, acredito que a população de Três Lagoas, não vai mais ficar assistindo de braços cruzados,  a morte de mulheres, todos os dias,  pelo simples fato de serem mulheres. É, Necessário que a pena seja mais dura, e que os benefícios sejam extintos. Com aprovação da nova lei, acreditamos també,  que os crimes possam  diminuir” disse a vereadora.

Cristina Ferreira, acrescentou que o Mato Grosso do Sul é um dos estados com maiores índices de casos de violência contra a mulher. Do início do ano até agora, dez mulheres foram assassinadas no Estado, vítimas dos ex-companheiros.

 

*Hojemais