Início Esporte

Humilde, Corinthians vence o Vasco. Surge uma joia. Mantuan – Prisma

0


São Paulo, Brasil


A goleada vergonhosa para o Flamengo, por 5 a 1, ensinou a Vagner Mancini.


O Corinthians tem um elenco limitado e montar uma equipe aberta, tentado enfrentar o adversário de forma corajosa, é um convite ao desastre.


O treinador teve humildade de reconhecer o quanto estava errado, empolgado.


E tratou de voltar atrás.


Montar o time como era nas mãos de Fabio Carille, que a torcida tanto detestava, em 2019. Fechado, sofrendo e buscando os contragolpes.


Mesmo contra adversário fraco, como é o atual Vasco da Gama, que estreou o português Ricardo Sá Pinto.


4-5-1 e acabou.


Foi assim que encarando as próprias limitações, marcando forte, o Corinthians conseguiu vencer em pleno São Januário, por 2 a 1. Contando com a sorte, também.


O gol da vitória, aos 45 minutos do segundo tempo, de Everaldo foi obra do acaso. Ele quis cruzar e a bola desviou em Henrique e encobriu Fernando Miguel. Assim como aconteceu na semana passada, quando Everaldo marcou contra o Athletico, nos acréscimos, em outra importantíssima vitória corintiana.


O clube saiu da zona do rebaixamento.


Saltou para a décima colocação, com os três pontos no Rio.


“Jogamos dois jogos fora de casa, vencemos dois adversários em jogos difíceis e tivemos a derrota diante do Flamengo.


“Quero acreditar, com a sequência de jogos, que foi um acidente de percurso, não pela qualidade do Flamengo, que todos sabemos, mas da falta de competitividade que aconteceu o jogo”, dizia Mancini, após a vitória diante do Vasco, mas ainda se desculpando pelo 5 a 1.



O treinador deixou claro que a recuperação psicológica, da goleada para o Flamengo, foi fundamental.


“O aspecto emocional da equipe, nós tivemos dois dias, um pouco mais de 72 horas do último jogo, que foi difícil de engolir até hoje. E a maneira que eu uso é sempre olho no olho, futebol tem que ter uma série de cobranças e o elogio faz parte também.


“Domingo foram muito mais cobranças, mas sempre olhando no olho, falando a verdade. Além de corrigir, cria uma empatia grande e se compromete a melhorar. A gente fez questão de, na segunda-feira, ter um papo mais longo, para que todo mundo entendesse o que aconteceu e rapidamente tirássemos aquilo de nós.”


Mancini estava entusiasmado com o garoto Mantuan, 19 anos.


Autor do primeiro gol e que teve ótima atuação.


“Já conhecia o Mantuan, quando eu enfrentei o Corinthians pelo Atlético-GO, o Mantuan entrou no jogo e ele quase desarrumou o sistema defensivo naquela oportunidade.


“Quando eu acertei com o Corinthians, fiquei muito atento a ele, um jovem, uma promessa. Hoje atuou como um falso 9 por ser um atleta dotado de força, velocidade e uma ótima técnica. Então ele pode atuar em qualquer das duas extremas, como falso 9 ou como meia também.


“Não tenho dúvidas de afirmar, não só por acompanhá-lo há dez dias, que se trata de um jogador que pode nos ajudar e vai nos ajudar muito na temporada. E arrisco dizer que o Corinthians tem uma joia nas mãos, e que se bem dirigido certamente vai render frutos.”



O jovem meia-atacante terá de se apresentar à Seleção Sub-20 de André Jardine, que prepara o time para o Sul-Americano, em fevereiro, na Colômbia.


O Corinthians tentará sua dispensa.


Mesmo se o clube não conseguir, o jogador poderá ficar tranquilo.


Pela partida de ontem e, também pelos treinamentos, ele ganhou muito espaço no Corinthians.


Principalmente, com Mancini…

Fonte