Início Política

Ibovespa avança com investidor atento à cena política e exterior | Finanças

0

O Ibovespa opera em alta desde a abertura dos negócios, guiado pelo sentimento de busca por risco visto no exterior e refletindo o desempenho de algumas das principais ações que compõem o índice. A cena política segue no radar, depois das vitórias dos aliados do governo para os comandos da Câmara dos Deputados e do Senado, que agora passam a ser variáveis fundamentais para o avanço da agenda de reformas e privatizações.

Perto de 11h30, o Ibovespa subia 1,58%, somando 119.376 pontos. O volume financeiro estava em R$ 7,1 bilhões.

As ações do Itaú cediam 0,62%, após o resultado do quarto trimestre de 2020. Petrobras PN ganhava 4,54%, em meio aos avanços no preço do barril de petróleo do tipo Brent no mercado internacional e à percepção de progresso nos planos de desinvestimento da companhia.

Arthur Lira, eleito novo presidente da Câmara, e Rodrigo Pacheco, do Senado, se pronunciaram a respeito das primeiras medidas que tomarão em seus novos cargos. Lira afirmou que procurará o Senado para destravar novo programa social “inclusivo e com valor correto”, ressalvando que as medidas devem respeitar o teto de gastos. O deputado também disse que vai pedir a instalação da Comissão Mista do Orçamento (CMO) o mais rápido possível. Pacheco, de seu lado, disse que as reformas administrativas e tributária deverão ser apreciadas com urgência, mas sem atropelo, também comprometendo-se a discutir com a equipe econômica caminhos para o auxílio emergencial.

No exterior, os agentes repercutem o início das conversas entre o presidente americano, Joe Biden, e congressistas republicanos sobre o tamanho do pacote fiscal para aliviar os impactos do coronavírus. Biden propôs ajuda de US$ 1,9 bilhão, enquanto a oposição ofereceu um pacote de cerca de US$ 600 bilhões.

— Foto: Divulgação/B3

Fonte