Início Esporte

LaLiga dá o pontapé inicial em sua 90ª temporada com evento digital · Notícia · Máquina do Esporte

0

Real Madrid defenderá título mais uma vez (Foto: Real Madrid)

A temporada 20/21 da LaLiga foi oficialmente apresentada em um evento digital realizado nesta segunda-feira (7). A competição espanhola chega a sua 90ª edição e a bola começa a rolar na próxima sexta-feira (11). 

O presidente da LaLiga, Javier Tebas, falou como será a próxima temporada, que manterá os jogos de sexta a segunda. “Um dos nossos objetivos é estar em constante expansão e agora nós estamos, oficialmente, com transmissão em todos os países no mundo”, contou. O executivo revelou que recentemente fechou contratos na Groelândia e no Camboja. 

A possível saída de Lionel Messi do Barcelona, foi um dos assuntos mais comentados nessa pré-temporada. Tebas revelou que ficou preocupado com a situação, mas não muito. “Nós não estávamos em guerra com Messi. Eu teria feito o mesmo se tivesse sido o Pepito Perez ou qualquer outro jogador de nossa liga. Como liga, temos o dever de defender a legalidade, a justiça: os contratos devem ser respeitados. Sempre. Nenhum jogador é maior que a liga.” 

O executivo também não acredita que uma possível saída do jogador na próxima temporada irá impactar na venda de direitos de transmissão, já que os contratos são feitos a cada quatro anos.

Além de Tebas, o evento de abertura contou com a presença de dois ícones do futebol espanhol: André Iniesta e Iker Casilla. “LaLiga é emocionante, interessante e tive a oportunidade de jogar por muitos anos. O talento que temos na nossa liga é brutal”, declarou Iniesta. “Nós somos a melhor liga do mundo”, complementou Iker Casilla. 

Quanto às novidades para a próxima temporada, a LaLiga está expandindo sua oferta de realidade aumentada. Em um vídeo de apresentação, a competição explicou que os dados sobre atletas e sobre a evolução do jogo, como jogadas, aparecerão ao vivo na tela. 

“O resultado é uma experiência imersiva que permite que os fãs vivam os jogos com mais emoção ainda e faz com que eles entendam melhor o que acontece no campo”, afirmou a organização. 

A temporada de 20/21 dará aos fãs a possibilidade de escolher se eles querem assistir as partidas com uma torcida virtual. Os fãs ainda não estão liberados para voltar ao estádio por causa da pandemia da Covid-19 e Javier Tebas confessou que não sabe quando isso acontecerá. 

“Não cabe a nós decidir quando os torcedores voltarão aos estádios. Voltar a ver os estádios cheios, acredito que só após termos uma vacina”, afirmou o presidente.

 

LaLiga no Brasil 

Prestes a estrear, a LaLiga ainda não chegou a um acordo sobre os direitos de transmissão das partidas no Brasil. A competição tinha um contrato com o Grupo Disney, onde as partidas eram exibidas na ESPN e na Fox, que chegou ao fim na temporada 19/20.

Apesar de ainda não revelar os planos, a LaLiga pretende fazer algo para atrair torcedor em eventos virtuais: “Por enquanto, os eventos virtuais são a única opção que nós temos. Estamos trabalhando para fazer ações por todo o brasil. Nós queremos muito chegar a outras regiões e outros fãs que não estão no eixo Rio-SP”, contou Daniel Alonso Duarte, representante da competição no Brasil. 

Atualmente, a liga possui três projetos em desenvolvimento no Brasil. No final de 2019, a LaLiga e a Federação Paulista de Futebol assinaram uma colaboração que estuda ações de cooperação e intercâmbio de conhecimento, ideia e de profissionais. 

A entidade espanhol ainda tem o Bravo!, uma das grandes apostas da liga no Brasil. Em sua primeira edição, o reality show ajudou a selecionar jovens para atuar no futebol espanhol. A produção foi promovida em uma parceria da liga com o Grupo Lx e exibida nos canais ESPN.

“Vamos seguir apostando nesse formato para descobrir novos talentos, não é só futebol é a formação como pessoa”, comentou Daniel. 

A Taça das Favelas, que acabou sendo cancelada neste ano por causa da pandemia, também é uma iniciativa que a LaLiga participa. “Estamos muito animados com esse projeto na parte social e traduzir os valores do futebol para além das quatro linhas”, finalizou Daniel.

Fonte