Início Esporte

O Corinthians voltou a ser Corinthians com Mancini – Prisma

0


São Paulo, Brasil


“Foi uma vitória que nos traz paz.


“E que extremamento comemorada no vestiário, porque todos nós sabemos o quanto foi difícil.


“Com um jogador a menos, depois da expulsão do Bruno Mendéz, a equipe foi lá e fez o gol e leva pontos valiosos na nossa luta para sair dessa situação desconfortável que nos encontramos.


Essas foram palavras do entusiasmado Vagner Mancini, após a supreendente vitória do Corinthians, diante do Athletico Paranaense, em plena Arena da Baixada, com seu gramado sintético.


Resultado que tirou o clube da zona do rebaixamento, logo na sua estreia como técnico.


Surpreendente porque o Corinthians foi pior durante todo o jogo.


Principalmente no segundo tempo, quando ficou com um homem a menos, com a expulsão infantil de Bruno Méndez, que mesmo sabendo do VAR, deu uma cotovelada em Renato Kayzer e recebeu o vermelho, aos 30 minutos do segundo tempo.



Walter, sem jogar há 231 partidas, foi disparado o melhor jogador em campo. O goleiro reserva de Cássio fez pelo menos seis grandes defesas. Evitou a vitória do Athletico.


E Mancini indicou que ele pode ser o novo titular corintiano, já que Cássio não passa por boa fase técnica.


Outro jogados que se impôs foi Xavier.


O novo técnico disse que observava o jogador desde que comandava outras equipes. Ele o convenceu a colocá-lo no time, durante os treinamentos.


E Xavier foi fundamental na marcação e na ‘roubada’ de bola que deixou Everaldo livre, para marcar o gol da vitória corintiana, aos 49 minutos do segundo tempo.


Até Mancini na sua coletiva após o jogo deixou claro que sabia que o resultado foi injusto.


“Vencer era fundamental. A vitória deixa o ambiente mais tranquilo para trabalhar. Não tenha dúvida que significou muito. Era o que buscávamos depois de um começo de primeiro tempo bom.


“Tivemos mais a posse de bola, incomodamos mais o Athletico.


“No segundo tempo não, demos muito campo na iniciação deles. Foi o primeiro jogo, serve como laboratório, análise. Para ver o que tem que ser consertado.”


Lógico que ele foi perguntado sobre o que havia mudado, desde a sua chegada.


“Difícil saber ao certo o que já mudou. O que vai mudar eu posso dizer: a maneira de jogar, que marque melhor, mais velocidade, agressivo.


Mas é cedo para exigir isso dos atletas.


“O que vi hoje foi uma dedicação fora do normal que tem que existir numa marca como a do Corinthians. Ainda distante do que julgo ideal.”


Foi um recado direto a atletas como Luan, pouco vibrantes. A mais cara contratação do atual elenco não entrou um minuto sequer na estreia de Mancini.


O treinador sabia que havia rompido uma sequência de cinco partidas sem vitórias. E celebrou muito o resultado diante do Athletico.


“Cheguei há dois dias. Tem muita coisa a ser feita. A cara do Corinthians tem que ser mudada, não está bom ainda.


“Foi muito importante a vitória. Vindo vitória, você consegue elaborar mudanças de forma mais rápidas.


“Derrota você sofre, abala o emocional.”


Mancini sabe que o elenco do Corinthians é limitado.


E terá jogos difíceis pela frente.



O primeiro será no domingo, contra o Flamengo, em Itaquera.


O clube segue a três pontos da zona do rebaixamento.


A tensão ainda cerca o Corinthians.


Mas Mancini tem razão.


A vitória trouxe ‘paz’ para trabalhar.


Injusta ou não…

Fonte