Início Geral

ONU-Habitat apoia prêmio para projetos de arquitetura e urbanismo em assentamentos informais de AL

0

Pelo segundo ano consecutivo, o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) está apoiando o Prêmio Zélia Maia Nobre de excelência em Trabalho Final de Graduação em Arquitetura e Urbanismo das faculdades públicas ou privadas do estado de Alagoas.

Poderão concorrer ao prêmio os trabalhos finais de graduação apresentados e aprovados no período de 2 de outubro de 2019 a 1 de outubro de 2020. As inscrições poderão ser feitas de 14 de setembro a 16 de outubro de 2020.

Para a edição de 2020, o apoio visa incentivar a elaboração de projetos de arquitetura, urbanístico e/ou paisagístico para assentamentos precários/informais localizados em Alagoas. Foto: Agência Alagoas

Pelo segundo ano consecutivo, o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) está apoiando o Prêmio Zélia Maia Nobre de excelência em Trabalho Final de Graduação em Arquitetura e Urbanismo das faculdades públicas ou privadas do estado de Alagoas.

O prêmio é organizado pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Alagoas (CAU/AL). A iniciativa em conjunto com o ONU-Habitat tem o objetivo de incentivar estudantes a pensarem a arquitetura e o urbanismo em prol do desenvolvimento urbano social, econômico e ambientalmente sustentável.

Os trabalhos inscritos no prêmio poderão receber Menção Honrosa, por meio de certificado emitido pelo CAU/AL e o ONU-Habitat de “Reconhecimento da Contribuição Projetual Arquitetônica, Urbanística e/ou Paisagística”.

Para a edição de 2020, o apoio visa incentivar a elaboração de projetos de arquitetura, urbanístico e/ou paisagístico para assentamentos precários/informais localizados em Alagoas e/ou propostas e soluções para enfrentamento da pandemia da COVID-19 direcionadas aos grupos mais pobres e vulnerabilizados (mulheres, migrantes, pessoas com deficiência, idosos, crianças e jovens e LGBTs).

O escopo dos trabalhos também deverá estar relacionado às diretrizes dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 — em especial do ODS 11 — Cidades e Comunidades Sustentáveis, que busca tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis, e da Nova Agenda Urbana.

O apoio ao prêmio insere-se no acordo tripartite assinado entre as duas instituições e o governo de Alagoas, em 2018, e já conta com a elaboração de mais de 90 projetos de melhoria habitacional em quatro assentamentos precários de Maceió.

Sobre o Prêmio Zélia Maia Nobre

O prêmio é organizado pela Comissão de Ensino e Formação (CEF) do CAU/AL e tem como objetivo estimular e difundir a prática da projetação entre estudantes de Arquitetura e Urbanismo de Alagoas.

Poderão concorrer ao prêmio os trabalhos finais de graduação apresentados e aprovados no período de 2 de outubro de 2019 a 1 de outubro de 2020, e as inscrições poderão ser feitas de 14 de setembro de 2020 a 16 de outubro de 2020.

Além da Menção Honrosa do ONU-Habitat, a premiação a ser concedida pelo CAU/AL para o ano de 2020 totaliza R$ 6 mil, sendo R$ 3 mil, R$ 2 mil  e R$ 1 mil para, respectivamente, o primeiro, o segundo e o terceiro colocado.

O edital de 2020, com todos os detalhes sobre o prêmio, objetivo, condições, inscrições, apresentação dos trabalhos, julgamento, premiação e modelo de ficha de inscrição, pode ser conferido aqui.




Fonte