Início Esporte

Redução no número de ônibus deixa trabalhadores sem ter como voltar para casa em Campo Grande

0

Dezenas de trabalhadores que trabalham em shoppings ficaram sem ter como voltar para casa na noite deste sábado (23) em Campo Grande. Isso porque não havia ônibus para que eles pudessem retornar do trabalho.

Douglas relatou ao Jornal Midiamax que ele e outros 15 trabalhadores do shopping ficaram no Terminal Morenão sem saber como voltar para casa. Eles haviam chegado de uma linha que vinha do Shopping Campo Grande. “Quando chegamos aqui no 64, os ônibus estavam saindo. Eles não esperam, simplesmente foram e agora as pessoas não têm como ir para casa”, relatou.

Ainda conforme o trabalhador, o fiscal informou que não havia sequer linhas para eles irem ao Centro pegar o corujão. “Não sabemos o que fazer, vão ter que desembolsar e pedir serviço de aplicativo. Está bem difícil isso”, lamentou.

Ônibus da linha 051 lotado. (Foto: Fala povo, Midiamax)

Aglomeração

No ponto do Shopping Campo Grande, apenas um ônibus foi disponibilizado para atender aos funcionários. Assim, o veículo que fazia a linha 051 registrou superlotação. “Muita gente já pega as últimas voltas no terminal e, como ninguém conseguiu pegar, não sabemos como ir para casa. É uma falta de respeito com o trabalhador”, declarou uma passageira.

Conforme a trabalhadora, o problema é recorrente. “No domingo passado, já teve o problema de mudarem os horários dos ônibus e não houve nenhum aviso prévio. Então, ônibus marcados para passar um certo horário, simplesmente não apareceram, mas mostrava nos aplicativos que tinha passado”, desabafa.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Redução no número de ônibus deixa trabalhadores sem ter como voltar para casa em Campo Grande

Fonte