Início Esporte

Sabadão tem Som da Concha com rock, jazz e MPB | Notícias de Campo Grande e MS

0

Cravo Filmes

Com muita criatividade, El Trio se destaca pela qualidade musical

Neste sábado (07) o projeto Som da Concha – Lives 2020 promovido pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), apresenta, às 18h, o show Multiverso com Fred Oliveira e, às 19h, o El Trio sobe ao palco com o show Orbital. 

 

Rock Progressivo – Fred Oliveira é tecladista de rock/metal campo-grandense, que carrega suas composições instrumentais com influência da música progressiva e riffs marcantes do heavy metal. Seu primeiro EP solo lançado é o “PARALEL”, que possui um clipe da música “Imminent chaos”. Além de produzir independentemente suas músicas, acompanha a direção das gravações em estúdio, na maioria das vezes com seu parceiro de produção, Tarsos Morais. Ministra workshops com artistas regionais e nacionais, onde aborda temas sobre texturização de timbres em produção musical, timbragens e composição musical. Fred já arrancou elogios de uma das academias mais respeitadas de produtores musicais em Los Angeles, a ISINA.

 

Jazz – Com muita criatividade, El Trio se destaca pela qualidade musical e leva o jazz para o estado de Mato Grosso do Sul, a partir da cidade de Campo Grande, onde reside. Três caras com referências sonoras parecidas e o principal, guiados pela resistência em continuar fora dos grandes centros, defendendo a bandeira do jazz tradicional em uma cidade que tem poucos grupos empunhando a mesma causa. Instrumentistas por profissão, no ano de 2016 toparam impulsionar a experimentação e o improviso, embalados pelos clássicos e os autorais como mote da “viagem” musical. Composto por AdriEL Santos, GabriEL de Andrade e GabriEL Basso, o EL Trio te convida a conhecer um trabalho que passa pelos grandes standards do gênero e o repertório autoral. O show “Orbital” tem o nome inspirado na mais nova composição de Gabriel de Andrade. Unido ao conceito de suspensão, o trio propõe desdobrar temas clássicos e autorais de forma a refletir este tempo de deslocamento para um futuro desprovido de previsões.

 



Fonte