Início Esporte

Setor industrial é responsável por 49% dos empregos gerados em todo o Estado

0

ECONOMIA

Saldo positivo na geração de empregos no ano passado em Mato Grosso do Sul teve um crescimento de 1.123% em relação a 2019

O setor industrial de Mato Grosso do Sul fechou 2020 sendo responsável por quase metade dos empregos gerados no último ano, sendo responsável pela abertura de 6.886 vagas, resultado de 60.560 contratações e 53.674 demissões. O setor foi o maior gerador de postos formais de trabalho, de acordo com levantamento realizado pelo Radar Industrial da Fiems.

A indústria abriu mais de 6.900 empregos formais no Estado, com destaque especial para atividade do setor frigorífico, que respondeu por seis a cada 10 novas vagas criadas. Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, o saldo positivo na geração de vagas em 2020 pela indústria foi tão impressionante que, na comparação com 2019, registrou um crescimento de 1.123%.

“A indústria fechou o terceiro ano consecutivo com a abertura de vagas, indicando uma recuperação da atividade industrial. O ano de 2020 apresentou o maior contingente de trabalhadores formalmente empregados, algo em torno de 132 mil trabalhadores, esse foi o maior contingente dos últimos seis anos’, esclareceu o coordenador.

No total, a indústria encerrou 2020 com 132.186 trabalhadores empregados, um aumento de 5,5% em relação a 2019. Em Mato Grosso do Sul a atividade industrial responde por 19,5% de todo o emprego formal do Estado, ficando atrás dos setores de serviços, que emprega 198.018 trabalhadores (29,2%), administração pública com 145.263 empregados (21,4%), e o setor do comércio com 135.036 empregados (19,9%).

“Para este bom resultado temos que citar uma melhora da demanda interna por produtos alimentícios, reforçada com bastante peso pela transferência de renda no último ano e pelo aumento das exportações, especialmente no setor das carnes, dos óleos vegetais e do açúcar”, destacou Ezequiel Resende.

As atividades industriais que mais abriram vagas 2020 foram abate de suínos (+1.694), abate de aves (+1.271), fabricação de celulose (+737), preparação de subprodutos do abate (+463), abate de bovinos (+438), fabricação de produtos de pastas celulósicas, papel, cartolina e papelão (+350), fabricação de óleos vegetais (+278), construção (+265), fabricação de refrigeradores (+246), fabricação de açúcar (+150) e fabricação de produtos de carne (+107).

Em Mato Grosso do Sul, 59 cidades registraram saldo positivo de contratação no período de janeiro a dezembro de 2020. Entre as que tiveram saldo positivo de pelo menos 140 vagas, destacam-se Dourados (+1.702), São Gabriel do Oeste (+625), Três Lagoas (+519), Sidrolândia (+514), Bataguassu (+396), Naviraí (+352), Itaquiraí (+339), Campo Grande (+282).



Fonte